A Microsoft já deixou bem claro que o suporte para o Windows 7 chegará ao fim em 14 de janeiro de 2020. Ao fim do período, as máquinas até poderão continuar com ele, mas sem suporte técnico nem atualizações.

O Windows 10 foi lançado em 2015, e em janeiro de 2019 ultrapassou o Windows 7, até então versão mais utilizada do SO. Agora, o Windows 10 é utilizado por 48.86% dos dispositivos contra 31.83% da versão anterior, segundo dados relativos ao mês de julho do NetMarketShare.

Já o Windows XP, por sua vez, segue instalado em cerca de 1.75% da base de dispositivos compatíveis. E sobre ele há um dado alarmante: a SpiceWorks estima que 32% dos negócios ainda utilizam esta versão defasada do Windows.

A pesquisa foi realizada com aproximadamente 500 tomadores de decisões de TI de empresas na Europa e América do Norte. O intuito foi de coletar insights sobre como estes negócios estão protegendo seus ambientes de segurança em relação ao cibercrime.

O XP tem mais de 17 anos, e a ideia de que em 2019 ainda há negócios que utilizem tal versão é assustadora.

Ainda segundo a SpiceWorks, 27% dos entrevistados citam vazamentos de dados como principal preocupação; 18% deles temem ataques de dia zero.

No Brasil, de acordo com o StatCounter, o número da base para o Windows XP é mais baixo: 0.57% do geral. O Windows 10 vem em em primeiro (65.44%) e o 7 em seguida (27.57%).

Por que não atualizar?

Atualizar toda uma base de dispositivos com a nova versão do sistema operacional requer também preparação. Isso inclui uma série de variáveis, que vão desde os softwares já utilizados até o hardware equipado.

Uma empresa que ainda possui um bom volume de desktops/laptops utilizando o Windows 7, certamente precisará utilizar recursos ($) para fazer esse update. Nesta linha, quanto antes elas estiverem preparadas, mais fácil será essa transição.

O fim do suporte para o Windows 7 significa que a Microsoft não oferecerá mais atualizações. Isso implica que novos recursos não chegarão, e mais importante que updates de segurança também ficam de fora.

Isso pode criar um campo fértil para o cibercrime. De forma resumida, não será seguro permanecer nesta versão do Windows. Especialmente tratando-se de empresas que lidam com dados sensíveis, sejam eles de internos ou clientes.

Segundo a empresa de segurança 1E, 82% das organizações afirmam que a segurança é um belo motivador para a migração do Windows 7 para o 10. Ainda assim, 56% dos entrevistados acreditam que isto não está acontecendo tão rápido assim.

As indústrias com dispositivos mais desatualizados (65% dos entrevistados) são de distribuição e transporte e varejo.

A pesquisa da 1E foi conduzida com perguntas diretas a 600 tomadores de decisões da área de TI com participantes dos Estados Unidos e Reino Unido.





Fonte: https://itforum365.com.br/windows-7-e-xp-continuam-instalados-e-podem-comprometer-empresas/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×

Olá!

Clique em um dos nossos representantes abaixo para conversar no WhatsApp ou envie-nos um email para [email protected]

× Como posso te ajudar?