O Windows 7 completará uma década de existência, quando a Microsoft irá interromper o suporte ao sistema operacional, em 14 de janeiro de 2020. A partir dessa data, a empresa planeja novamente pressionar os usuários do Windows 7 para atualizar para o Windows 10, fazendo ping com notificações.

“A partir do próximo mês, se você for um usuário do Windows 7, poderá ver uma notificação no seu computador. Este é um lembrete de cortesia, que você pode esperar em algumas ocasiões em 2019”, declara a Microsoft em um comunicado.

Porque migrar para o Windows 10?

Com o fim do suporte ao Windows 7, os usuários que ainda estão nesse sistema devem considerar seriamente uma alternativa. Há o Windows 8.1, o Windows 10 ou até mesmo o Linux, se você estiver pensando em mudar para um sistema de código aberto. Permanecer no Windows 7 é uma péssima ideia, porque depois de 14 de janeiro você não estará mais protegido de novas vulnerabilidades descobertas e, com o tempo, até os aplicativos deixarão de serem suportados pelo Windows 7.

Para os usuários do Windows 7, mudar para o Windows 10 neste momento é algo que deve ser considerado. Embora existam muitos PCs com Windows 7 atualmente, provavelmente eles não funcionam tão bem quanto os dispositivos com Windows 10. A Microsoft fez uma grande campanha de migração para o Windows 10 no lançamento, em 2015, oferecendo-o gratuitamente o sistema para milhões de desktops.

A janela de atualização foi limitada, no entanto, e depois de muitos meses a atualização gratuita foi embora. A Microsoft já disse que não abrirá novamente a janela de atualização gratuita, o que significa que se os usuários do Windows 7 que quiserem atualizar para o Windows 10, terão que pagar por uma licença completa para atualizar.

Muitos usuários do Windows 7 na época estavam extremamente insatisfeitos com o fato de a Microsoft estar pressionando muito a atualização para o Windows 10, com popups que não desapareciam e ícones da bandeja do sistema que permaneciam por lá permanentemente.

Espera-se que nesta nova abordagem da Microsoft para migração do Windows 10 seja  menos agressiva. Um único popup, detalhando que o Windows 7 vai ficar sem suporte, e que a Microsoft está oferecendo ajuda para a atualização gratuita do Windows 10, é o que devemos ver nos próximos meses. Se o usuário a rejeitar, a oferta desaparece para sempre.

Vantagens do Windows 10 em relação ao Windows 7

Design

O design do Windows 10 é a diferença mais marcante em relação ao Windows 7. Tudo se tornou plano, colorido e quadrado, ao contrário do Windows 7, que era um pouco vítreo, arredondado e usado alguns gradientes.

Os ícones também foram simplificados, mas não além do ponto de reconhecimento – novamente trocando a aparência arredondada por algo plano. Pode ser um choque para o sistema no início, mas você vai se acostumar rapidamente com o design.

Barra de pesquisa e Cortana

No Windows 7, você estará acostumado a clicar no botão Iniciar e procurar conteúdo em seu PC dessa maneira. No Windows 10, é a Cortana quem cuida disso – a assistente virtual da Microsoft, que começou no Windows Phone.

Você não terá dificuldades de encontrar a Cortana – é ao lado do botão Iniciar. E ela faz muito mais do que apenas pesquisar em seu PC, ele também pesquisa na web. Como dito anteriormente, a Cortana é principalmente um assistente virtual, além de lidar com todas as suas pesquisas. Ela também acompanha suas datas e eventos, emitindo alertas.

Menu Iniciar 

A Microsoft percebeu o erro no menu iniciar do Windows 8 e trouxe o Menu Iniciar de volta para o Windows 10. No entanto, ele é muito mais interativo do que no Windows 7. Você ainda pode ver listas de softwares e arquivos.

A disposição dos aplicativos pode ser alternada entre os que você usa com mais frequência, tornando a vida um pouco mais fácil do que no Windows 7.

Central de Ações

A Central de Ações do Windows 10 é bem diferente do que no Windows 7. Basicamente, ela mantém suas notificações, seja sobre sua conectividade ou seu email. A menos que você esteja executando um software para e-mail, como o Outlook no Windows 7, você não receberá alertas por e-mail.

Alertas do sistema, como questões de segurança, aparecem como um popup no Windows 7,  e desaparecem após alguns segundos. No Windows 10 você pode abrir a Central de Ações e recuperá-las, antes que elas desapareçam.

Quando você abre a Central de Ações, também tem acesso à diversas opções que nunca teve antes, como o modo de economia de bateria e o modo tablet – o último provavelmente não é útil se você estiver atualizando do Windows 7, pois é provável que você esteja usando um PC de mesa ou notebook padrão.

O que acontece se você não atualizar do Windows 7 para o Windows 10? 

Se você optar por permanecer no Windows 7, o seu PC se tornará um enorme alvo, e você corre risco de segurança após o dia 14 de janeiro. Certamente ainda haverá milhões de usuários no Windows 7 após o término do suporte, e é muito provável que os invasores vão tirar vantagem disso.

Tanto no Windows 10 quanto no Windows 8 ou 8.1, você estará seguro. De acordo com o Net Market Share, o Windows 7 ainda representa 40% do mercado de PCs, e o Windows 10 está em cerca de 37% dos PCs. A Microsoft já declarou publicamente que o Windows 10 está em uso em 800 milhões de dispositivos, o que significa que existem outros muitos milhões com o Windows 7.





Fonte: https://www.oficinadanet.com.br/windows/25374-ainda-usa-o-windows-7-veja-porque-voce-deveria-migrar-agora-para-o-windows-10

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×

Olá!

Clique em um dos nossos representantes abaixo para conversar no WhatsApp ou envie-nos um email para [email protected]

× Como posso te ajudar?